Golpes financeiros: como se proteger ?

Os crimes cibernéticos tiveram uma alta de 70% desde o começo da Pandemia. Por isso, elaboramos dicas práticas para você não cair no golpe.

A Pandemia trouxe diversas mudanças no hábito de consumo na sociedade brasileira. O aumento das transações online estão entre as principais transformações.

Vendas pela internet saltaram 209% no mundo todo durante a Pandemia.

E o crescimento dos golpes financeiros são consequência direta desse novo cenário. Segundo Febraban ( Federação Brasileira de Bancos), desde do mês de março, houve 70% a mais de registros com relação a este tipo de crime.

Porém, antes de mostrar como se proteger dos atos criminosos é necessário saber identificar quais são as principais modalidades de golpes:

  1. Roubo de dados: o golpista utiliza diversos artifícios para que a vítima forneça dados confidenciais: através de sites fraudulentos idênticos ao da instituição financeira, links via e-mail com textos apelativos ou até mesmo por telefone. Neste último caso, os fraudadores se passam por funcionários do banco e pedem que você confirme alguns dados. Com isso, já torna-se possível aplicar golpes.
  2. Boleto falso: como o próprio nome diz, os criminosos enviam um e-mail falso muitas vezes alegando tratar-se de uma conta atrasada que não foi paga. Então, a sequência numérica do boleto é modificada para que o valor seja transferido diretamente na conta do golpista.
  3. Invasão da conta bancária por meio de trojan: o trojan é um programa especificamente desenvolvido por hackers com objetivo de capturar os dados bancários. Os meios utilizados mais comuns são os links falsos. Basta a vítima acessar o link para que o programa seja instalado no celular ou computador. Assim que a pessoa inserir a senha na página ou aplicativo da instituição, os dados são copiados pelo ladrão.

Então como se proteger desses golpes financeiros ?

  • Mantenha o antivírus atualizado: existem diversas versões gratuitas de antivírus disponíveis tanto para PC como para celular. Portanto não tem desculpa para ficar sem este importante mecanismo de proteção.
  • Baixe apps apenas pelas lojas oficiais: importante pesquisar o nome correto do aplicativo para não fazer download de um falso.
  • Cuidado com os links: toda atenção antes de clicar em um link, seja por e-mail ou via SMS. Geralmente são temas relacionados a intimações judiciais ou aviso sobre suspensão da conta corrente.
  • Atenção com dados: NENHUM banco entra em contato com o cliente pedindo confirmação de dados bancários. Por isso, NUNCA forneça qualquer tipo de informação confidencial via telefone.
  • Cheque informações: ficou desconfiado ? Não pense duas vezes, procure algum canal oficial da empresa ou da instituição e tire dúvidas.
  • Em caso de ataques: faça um boletim de ocorrência imediatamente e entre em contato com o banco.

Gostou das dicas ? Então acesse nosso site!

Tudo sobre conteúdos financeiros, finanças pessoais e muito mais!

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store