Dicas para negociar dívidas

Está com dificuldades no momento de negociar as dívidas ? Então confira as dicas que fizemos para que você consiga fazer acordos viáveis e com ótimos descontos.

dicas para negociar as dívidas

Muitos consumidores têm dúvidas quando o assunto é o momento da negociação. Seja por falta de informações ou até mesmo por certo constrangimento, endividados encontram diversas dificuldades para renegociar os débitos com os credores.

Por isso, elaboramos as melhores dicas e estratégias com relação as práticas de negociação.

6 dicas de como negociar as dívidas:

  1. Avalie sua situação financeira: Antes de mais nada você precisa analisar a situação financeira: coloque no papel ou em uma planilha o valor exato dos seus rendimentos bem como os gastos mensais.

Aproveite e registre o valor das dívidas em aberto. Lembre-se de anotar as despesas fixas (que possuem um valor fixo) e variáveis (variam de acordo com o consumo).

Quer aumentar sua renda ? Então confira essas dicas!

2. Estabeleça um limite mensal: Estabeleça um limite por mês destinado exclusivamente ao pagamento das parcelas.

Atenção! Quando for oferecer uma proposta ao credor seja realista e comprometa-se apenas com algo que você consiga realmente cumprir.

Como melhorar as finanças pessoais ? Veja aqui.

3. Faça uma proposta ao credor: a estratégia nesta etapa é procurar o credor e elaborar uma proposta de negociação. Não espere passivamente a empresa ou a instituição te procurar, mostre proatividade e interesse em pagar o que está devendo.

Mas sempre proponha algo que seja viável , como um número máximo de parcelas!

4. Negocie com o credor: Ofereça alternativas e opções que possa ser boa para ambas as partes. Afinal, não se esqueça que o credor tem tanto interesse quanto você!

Se for necessário, faça uma contraproposta e não decida por impulso. Peça um tempo… Analise, veja as condições de pagamento e só depois tome a decisão.

5. Anote tudo: Não dê mole! Todo cuidado nesta parte que diz respeito a finalizar a negociação. Anote o número de protocolo, o nome do atendente e o que foi acordado na conversa.

Essas preocupações devem ser aplicadas tanto via internet e telefone ou na forma presencial.

6. Leia e releia o contrato: O contrato é o documento com efeito jurídico e que fazem valer tudo o que foi acordado nas etapas anteriores. É a garantia que todas as condições serão cumpridas. Portanto, antes de assinar o contrato leia e releia.

Caso, tenha dúvidas procure um advogado.

E aí gostou das dicas ? Então acesse nosso site.

Tudo sobre conteúdos financeiros, finanças pessoais e muito mais!

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store